69,6% desaprovam administração de Fernando Haddad na Prefeitura de SP

  • Por Jovem Pan
  • 02/09/2016 06h45
SP - ESTÉTICAS-PERIFERIAS-IBIRAPUERA - GERAL - O prefeito Fernando Haddad no encontro Estéticas das Periferias, no Parque Ibirapuera em São Paulo (SP), nesta terça-feira (23). 23/08/2016 - Foto: RONALDO SILVA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOFernando Haddad - AE

Atual prefeito, Fernando Haddad (PT), perderia para o candidato do PRB, Celso Russomanno para o comando da cidade de São Paulo, e sua popularidade também não consta bem em pesquisa. Segundo levantamento promovido pelo Instituto Paraná Pesquisa em parceria com a Jovem Pan, 69,6% dos entrevistados desaprovam a administração do petista até o momento.

27,3% disse aprovar o trabalho exercido por Fernando Haddad, enquanto os que não sabem ou não quiseram opinar representaram 3,1%.

A pesquisa realizou uma análise comparativa nos meses de junho, agosto e dezembro do ano passado e os meses d emaio e agosto de 2016.

A reprovação do prefeito atingiu maior marca em maiod este ano, com 71,8%, enquanto sua aprovação maior foi em junho do ano passado, com 28,2%.

Divisão entre sexo e faixa etária

Os númerosa de desaprovação da administração do prefeito são próximas, tanto entre homens quanto entre as mulheres, 71,1% e 68,3%, respectivamente. Já a aprovação é maior entre a smulheres com 28,5% contra 26% entre os homens.

A faixa etária que mais aprova a gestão de Haddad é a de jovens entre 16 e 24 anos, com 33,5%. No entanto, a desaprovação também nesta faixa de idade gira em 64,6%.

A maior taxa de desaprovação do prefeito fica entre a população que tem entre 45 e 59 anos (73,4%).

Divisão entre escolaridade

Aqueles que possuem Ensino Médio são os que mais desaprovam a gestão do petista, com 73,6%. Já os que mais aprovam estão no Ensino Superior, com 30,1%.

Pesquisa Instituto Paraná Pesquisa/Jovem Pan

A pesquisa utilizou uma amostra de 1,2 mil eleitores e o levantamento de dados foi feito através de entrevistas pessoais entre os dias 28 de agosto e 1º de setembro de 2016.

De acordo com a Resolução-TSE nº. 23.453/2015, essa pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº SP- 09071/2016 e estará disponível para a divulgação a partir do dia 02/09/2016.