Alerj vota projeto polêmico nesta quarta; segurança é reforçada nos arredores

  • Por Jovem Pan
  • 24/05/2017 06h49
A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj)

Esquema especial de segurança foi montado nos arredores da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e dentro da Casa parlamentar para o início de uma polêmica votação nesta quarta-feira (24).

Os deputados vão apreciar o projeto de lei que prevê um aumento da contribuição previdenciária dos servidores estaduais de 11% para 14%, que deve render aos cofres estaduais anualmente mais R$ 1,5 bilhão.

Cerca de 500 agentes da Força Nacional de Segurança e da Polícia Militar vão proteger a Casa Legislativa do Rio de Janeiro. A Alerj está cercada por grades e o acesso vai ser extremamente limitado.

Esse cinturão de segurança também vai valer para ruas e avenidas próximas da Assembleia Legislativa.

Em dias de votações importantes há confusão no centro da cidade. Da ultima vez, quando houve concentração de servidores na porta da Casa legislativa foi um grande confronto com tiros de bala de borracha, bomba de efeito moral, feridos, presos e lojas saqueadas, além de veículos incendiados.

Movimentos ligados a servidores estaduais prometem grande ato nesta quarta. Nesta terça (23), o texto-base da prorrogação do estado de calamidade financeira do Estado foi aprovado por 37 votos a favor e 26 contra, mas sete emendas não foram apreciadas, postergando a votação para a próxima semana.

*Informações do repórter Rodrigo Viga