Ana Amélia destaca “maior simplicidade” em etapa do processo de impeachment

  • Por Jovem Pan
  • 02/08/2016 08h52
Divulgação/Site Oficial"Ela foi muito corajosa", disse sobre a candidata da Rede

A comissão especial do impeachment no Senado retoma, nesta terça-feira (2), os trabalhos e no início da tarde realiza a leitura do parecer do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG). O parlamentar isolou-se por dias para se dedicar à conclusão do documento. Durante este tempo, o tucano tem mantido sigilo sobre seu parecer.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan, a senadora Ana Amélia (PP-RS), constituinte da comissão, reafirmou que é preciso finalizar este assunto o quanto antes, mas lembrou que o respeito a ampla defesa foi respeitado.

“Todos os requisitos de ampla defesa foram observados. Na comissão, em relação a oitiva de testemunhas, tínhamos sugerido 16 e a defesa da presidente afastada trouxe 40. Quase um mês consumido. Agora temos um processo de maior simplicidade”, destacou.

O relatório do senador Anastasia deve ser votado até sexta-feira e depois será levado ao plenário do Senado para votação em que batsa maioria simples para aprovação.

“Tenho informações de que PCdoB e Rede farão votos em separado e que o PT também fará voto em separado. Não haveria dúvida de que estando do mesmo lado, não haveria necessidade de voto em separado. Mas a verdade é que isso caracteriza a tentativa de procrastinar. Não há justificativa de ir além do último dia de agosto”, defendeu a senadora pepista.

Ana Amélia lembrou ainda que o julgamento é político e que compete ao Senado fazer o procedimento “regimental, legal e dentro do termo constitucional” e entender, junto ao presidente do Supremo Tribunal Federal, que o País vive um “momento de urgência”.