Ao menos 23 jihadistas do EI morreram após bombardeios em Mossul

  • Por Jovem Pan
  • 06/02/2017 06h51
EBAG02. Mosul (Iraq), 22/01/2017.- An Iraqi man inspects a Hole caused by an apparent airstrike carried out by US-led airstrikes at a street in the eastern part of Mosul city, northern Iraq, 22 January 2017. Iraqi forces announced, that government troops taken the full control of the entire eastern side of Mosul after routing Islamic State group (IS) militants, three months after an offensive was launched against the extremist bastion. EFE/EPA/STRMossul - Iraque EFE

Ao menos 23 membros do grupo jihadista Estado Islâmico morreram neste final de semana por bombardeios de aviões iraquianos no noroeste de Mossul e em uma cidade da província de Ninawa, no norte do país.

A direção de Inteligência e Segurança Nacional confirmou a ação.

Os ataques tiveram como alvo duas oficinas de carros-bomba e dois quartéis onde estavam combatentes estrangeiros e iraquianos.

A ofensiva da aviação iraquiana continuará atacando as posições do Estado Islâmico e destruindo seus equipamentos de guerra a fim de neutralizar a capacidade de combate.

As fontes oficiais pretendem ainda eliminar os QGs do grupo terrorista.

Em outra frente, o exército iraquiano está se preparando para dar início às operações de ataque no oeste de Mossul, cidade conquistada em 2014 pelo Estado Islâmico e que continua sendo o principal reduto dos jihadistas no Iraque.

*Informações do repórter Daniel Lian