Após proposta de reajuste, bancários podem encerrar greve nesta quinta (06)

  • Por Jovem Pan
  • 06/10/2016 08h57
Greve

Os bancários podem encerrar a greve nesta quinta-feira (06) após a maior paralisação da história. O setor pode votar hoje, em assembleias, se aceitam ou não a proposta dos bancos. A greve já dura mais de 30 dias.

Em negociação nesta semana, os banqueiros aumentaram a proposta e ofereceram 8% de reajuste mais abono no valor de R$ 3,5 mil, que deverá ser pago ainda em outubro. A oferta anterior era de 7%.

O índice, no entanto, fica abaixo da inflação de 9,31%. A categoria pede ainda 14,78% de reajuste com 5% de aumento real, participação nos lucros e resultados (PLR) de três salários acrescidos de R$ 8.317,90; piso no valor do salário-mínimo do Dieese (R$ 3.940,24), e vales alimentação, refeição, e auxílio-creche no valor do salário-mínimo nacional (R$ 880). Também é pedido décimo-quarto salário, fim das metas abusivas e do assédio moral.

Em negociação longa, o sindicato decidiu levar a proposta menor para a assembleia, já que os bancos se comprometeram a não descontar os dias parados e nem obrigar a reposição.

Segundo a Confederação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), 13.104 agências e 44 centros administrativos estavam com as atividades paralisadas até ontem (4). “O número representa 55% do total de agências de todo o Brasil”, diz nota da entidade.

Confira as informações do repórter Fernando Martins:

*Com informações de Agência Brasil