Banco Central prevê recessão de 3,54% em 2016

  • Por Jovem Pan
  • 15/03/2016 12h04
Sede do Banco Central, em Brasília. 15/01/2015 REUTERS/Ueslei MarcelinoSede do Banco Central

 O Relatório Focus do Banco Central desta semana prevê uma recessão de 3,54% neste ano. As expectativas se aproximam do resultado negativo de 2015 antes mesmo do encerramento do primeiro trimestre.

O economista Sérgio Vale enfatiza que a atividade no País continua refém da crise política em Brasília. Em entrevista a Denise Campos de Toledo, ele recorda sobre o crescimento da economia após o impeachment do presidente Collor: “A produção industrial, que é o indicador mais razoável que temos daquela época, indicou uma queda de 15% nas comparações interanuais. Logo que teve a saída do Collor esses indicadores começaram a disparar para o lado positivo”.

Para o ex-diretor do Banco Central, Luiz Eduardo Assis, a retração é fruto da má condução da economia pelo Governo. Ele lembra que dessa vez não dá para culpar a crise internacional e cita a previsão para o período entre 2014 e 2016: “A economia mundial deve crescer 10,5% neste período. O Brasil deve recuar 7,5%. O mundo não tem maiores problemas, o nosso problema é interno”.

O Banco Central divulgou o IBC-Br de janeiro, prévia do PIB oficial, com queda de 0,61% em relação a dezembro de 2015. Na comparação com janeiro do ano passado, o tombo foi de 8,21%, com recuo de 4,4% no acumulado em doze meses.