Banco do Brasil vai refazer licitação para contratação de agências publicitárias

  • Por Jovem Pan
  • 16/05/2017 09h38
Banco do Brasil DIV

A agência de publicidade Multi Solution lamentou a decisão do Banco do Brasil de revogar a licitação para realização de campanhas publicitárias.

Na sexta-feira, a instituição anunciou o cancelamento do processo, depois que os resultados foram antecipados jornal Folha de S. Paulo.

A informação de que a Multi Solution estaria entre as vencedoras foi registrada em cartório, no dia 20 de abril.

O dado foi divulgado pelo jornal em 23 de abril, na seção de classificados do caderno “Sobre Tudo”.

A abertura oficial dos envelopes aconteceu apenas na manhã do dia seguinte, 24 de abril, e confirmou a informação. A Multi Solution ficou com o primeiro lugar no certame, que elegeu três empresas para gerenciar a publicidade do banco pelos próximos 12 meses.

De acordo com o edital, elas dividiriam um contrato de até R$ 500 milhões por ano. O vínculo ainda poderia ser prorrogado por até 60 meses.

A concorrência foi a mais valiosa, já realizada no Governo Michel Temer.

Na semana passada, o Banco do Brasil anunciou a suspensão do processo licitatório.

Em comunicado, a instituição financeira afirma que realizou “apurações internas, para verificar as denúncias veiculadas pela imprensa”.

Durante a apuração, não foi possível comprovar que tenha havido vazamento ou favorecimento.

Mesmo assim, as investigações identificaram “conflito de interesse” por parte de um dos integrantes que deu notas às agências.

O Banco do Brasil ressalta que o avaliador omitiu este fato.

Ele e outros responsáveis pela análise assinaram uma declaração, garantindo não haver qualquer impedimento ou vínculo com as concorrentes.

O Banco do Brasil informou que divulgará, oportunamente, um novo edital e que fará recomendações de auditoria para o aprimoramento do processo.

A Multi Solution declarou que cumpriu todos os parâmetros legais e rigorosos critérios técnicos exigidos na licitação e que recebeu a maior pontuação entre as 14 propostas apresentadas, garantindo o primeiro lugar.

A empresa diz que “nunca teve sua idoneidade questionada, nem esteve envolvida em qualquer projeto” que desabonasse a imagem pública.

A agência afirma, ainda, que “tomará as medidas cabíveis” para entender o que levou o Banco do Brasil a revogar o procedimento.

*Informações do repórter Vitor Brown