Base aliada quer fatiar reforma política para facilitar decisão de congressistas

  • Por Jovem Pan
  • 24/10/2016 06h24
Congresso Nacional Brasileiro

O presidente Michel Temer prioriza a reforma política, mas antes quer votar a reforma da Previdência e a trabalhista.

A estratégia dos aliados do Governo no Congresso é fatiar o projeto, assim cada ponto seria votado de vez para facilitar a decisão dos deputados e senadores.

Pelo menos o fim das coligações partidárias proporcionais e o financiamento de campanha eleitoral devem ser votados. A lista fechada e cláusula de barreiras são outros pontos que serão colocados nesta reforma, que já tem apoio dos principais partidos.

O deputado Lucio Vieira Lima (PMDB-BA) irá presidir a comissão da reforma política e garante que qualquer mudança já será uma decisão importante. “Eu quero que saia toda. Logicamente, a reforma que sair vai ser a votada. Você não tem itens de reforma. É a reforma integral possível”, disse.

O líder do PPS, deputado Rubens Bueno alertou que as eleições deste ano devem ser tomadas como parâmetro. “Fazer um balanço do que deu certo e do que não deu. E quais as reformas importantes que precisam ser feitas”, esclareceu.

E líderes consideram demais falar de tantas reformas, aisto depois de votar a PEC que limita os gastos públicos.

*Informações do repórter José Maria Trindade