Base de Temer vai se desmanchar, prevê deputado da oposição

  • Por Jovem Pan
  • 27/06/2017 14h24
Divulgação Alessandro Molon

Alessandro Molon (Rede-RJ), deputado que apresentou um pedido de impeachment de Michel Temer logo que trechos da conversa do presidente com Joesley Batista foram divulgados pela primeira vez, diz que vai “exigir” que o relator da denúncia apresentada contra o peemedebista na Câmara seja “independente” e que “todos os prazos sejam respeitados”.

Ao contrário da disposição do Planalto, que quer celeridade na análise da denúncia, Molon avalia que “quanto mais o tempo passa, maior o desgaste e menor a chance de o presidente sobreviver”.

O deputado de oposição diz que a maioria pró-Temer na Casa “não é confortável”. “O governo diz ainda ter a maioria. Mas a sensação é de que ela vai se desfazendo”, disse em entrevista exclusiva à Jovem Pan nesta terça-feira (27). “É uma base que vai se desmanchar ao longo do processo. Por isso o governo tem pressa”, afirmou.

Molon diz que deseja “que o País fique ciente do que está acontecendo” durante a tramitação da denúncia na Câmara.

Se dois terços do plenário da Câmara (342 votos) admitirem a denúncia de corrupção passiva contra o presidente, Michel Temer é afastado do cargo por 180 dias e pode se tornar réu no Supremo Tribunal Federal, onde responde o processo-crime.