Mauro Cezar detona Sérgio Maurício por chamar flamenguistas de ‘favelados’ em transmissão; assista

Criticado nas redes sociais, o narrador pediu desculpas aos torcedores do Rubro-Negro, dizendo que a fala tratava-se de uma brincadeira feita durante a exibição do Grande Prêmio de Barcelona de Fórmula 1

  • Por Jovem Pan
  • 24/05/2022 13h54
Reprodução/Jovem Pan Mauro Cezar Pereira criticou o narrador Sérgio Maurício por chamar flamenguistas de 'duros' e 'favelados' Mauro Cezar Pereira criticou o narrador Sérgio Maurício por chamar flamenguistas de 'duros' e 'favelados'

O narrador Sérgio Maurício, da TV Bandeirantes, ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter na noite da segunda-feira, 23, após um vídeo em que chama os torcedores do Flamengo de “duros” e “favelados” vazar. Criticado nas redes sociais, o jornalista pediu desculpas aos torcedores do Rubro-Negro, dizendo que a fala tratava-se de uma brincadeira feita durante a transmissão do Grande Prêmio de Barcelona de Fórmula 1, no fim de semana passado. Comentarista do Grupo Jovem Pan, Mauro Cezar Pereira detonou a postura do colega de profissão nesta terça-feira, 24, classificando o ato como “deplorável”.

“Deplorável. É deplorável! Uma palavra resume tudo. Quando ele pede desculpas depois, ele não deveria pedir somente aos rubro-negros, mas a todos os ‘duros’ e ‘favelados’. Os duros formam a maior camada da população brasileira. O brasileiro não é rico, não vive na Dinamarca. E os favelados são muitos também. Tem favelado botafoguense, corintiano, são-paulino, gremista, vascaíno… Tem favela no país inteiro. Não dá para falar muita coisa sobre isso. É deplorável!”, disparou o comentarista, durante o programa “Bate-Pronto”, da JP.

A fala de Sérgio Maurício não foi ao ar durante a transmissão da corrida, mas viralizou nas redes sociais após um vídeo dos bastidores da TV Bandeirantes vir à tona. “Para tudo que eu estou vendo uma bandeira do Botafogo ali, amigo. Para tudo, amigo! É miragem ou eu vi mesmo a bandeira do Botafogo”, falou o narrador, na ocasião. “Aí meu coração arrebenta. Vá para o inferno. Vê se tem Flamenguista lá? Tudo duro e favelado. (…) Nem louco”, completou Sérgio, que aparentemente conversava com alguém nos bastidores.

Já no vídeo de desculpas, o narrador do Grupo Bandeirantes disse que a brincadeira foi “imprópria” e lamentou a repercussão. “Fiz uma brincadeira com um coordenador Fred Sabino, e essa tomou um tamanho desproporcional, na medida em que estávamos transmitindo os bastidores no YouTube. Vi uma bandeira do Botafogo e quis registrar aquilo, como botafoguense que sou. No momento seguinte fiz uma brincadeira que em momento nenhum tive intenção de menosprezo, discriminação ou qualquer outra interpretação racista”, explicou Sérgio Mauricio. “Foi apenas uma brincadeira imprópria. Queria pedir aqui aos amigos e ao Clube de Regatas do Flamengo as minhas sinceras desculpas. Desculpas a essa torcida apaixonada, foi pura e simplesmente uma zoação que a gente costuma fazer ali. Tenho dezenas e dezenas de amigos flamenguistas”, encerrou.