Brasil é o 4º país das Américas com mais mortes no trânsito

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2016 12h49
Arquivo/Agência BrasilOs acidentes ocorridos até 31 de dezembro de 2019 continuam cobertos pelo DPVAT

 O Brasil fica atrás apenas de Belize, República Dominicana e Venezuela no ranking dos países com mais mortes no trânsito em toda a América. Um levantamento da Organização Mundial da Saúde, divulgado nesta quinta-feira (19), aponta que o país tem um índice de 23,4 mortes para cada 100 mil habitantes. A pesquisa revela que mais de 90% dos acidentes ocorrem em países de baixa e média renda, que possuem metade da frota do planeta.

O presidente do Instituto de Segurança no Trânsito, David Duarte, afirma que a falta de educação dos motoristas é a principal responsável pelas mortes: “Muitos condutores, e mesmo pedestres e ciclistas, não sabem as regras básicas de segurança. O governo federal tem dinheiro, os governos estaduais também, mas investem muito pouco em educação”. Duarte acrescenta que a situação ruim das estradas e a falta de fiscalização das condições dos veículos também colaboram com os acidentes.

O diretor técnico do Observatório Nacional de Segurança Viária, Paulo Guimarães, lembra a Anderson Costa que as leis de trânsito não são aplicadas: “Foi criada uma cultura de que acidentes acontecem. Do ponto de vista legal, nós temos leis muito boas no Brasil, muito duras inclusive. O que acontece é que a gente tem muita dificuldade na aplicação da lei”.

Atualmente, o Brasil perde cerca de R$ 50 bilhões por ano com as ocorrências e as mortes no trânsito. Segundo a OMS, os acidentes são uma das ameaças que impedem o aumento da expectativa de vida, principalmente nos países mais pobres.