Cade aprova compra da Brasil Kirin pela Heineken

  • Por Jovem Pan
  • 09/05/2017 08h46
Holandesa Heineken compra cervejaria mexicana Femsa

Cade aprova compra da Brasil Kirin pela Heineken. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica não impôs nenhuma restrição ao negócio de 664 milhões de euros.

A holandesa Heineken anunciou em fevereiro a aquisição da Brasil Kirin, que eleva sua participação de mercado no Brasil de 9% para 17,4%.

Na cotação desta segunda-feira, o Euro era vendido por R$ 3,50. A transação envolve então 2 bilhões e 324 milhões de reais. Bem abaixo do que o grupo japonês Kirin pagou em 2011 pela Schincariol, 3 bilhões e 950 milhões de reais.

A Heineken passará da terceira para a segunda colocação de maior produtora de bebidas, atrás apenas da AB InBev.

A empresa holandesa atua no Brasil com as marcas Heineken, Sol, Bavaria, Kaiser e Amstel.

Já a Brasil Kirin fabrica cerveja e bebidas não alcoólicas com as marcas Schin, Devassa, Baden Baden, Cintra e Glacial.

*Informações do repórter Marcelo Mattos