Caiado apresentará nova lei de impeachment após fim de processo

  • Por Jovem Pan
  • 26/08/2016 09h39
Senador Ronaldo Caiado (DEM-GO)

O líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), afirmou em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan, que já prepara uma nova proposta para reformular a lei do impeachment.

Com o processo contra Dilma Rousseff se arrastando há mais de oito meses, desde a aceitação da denúncia pelo então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o senador democrata criticou a defasagem da lei, datada de 1950.

Impeachment mais longo que em 1992

Questionado se não é necessária uma nova lei do impeachment adequada a Constituição de 88, Caiado foi enfático: “já estamos elaborando”.

Junto aos senadores Raimundo Lira e Cássio Cunha Lima, a intenção é apresentar o projeto ao Senado assim que se encerre o impeachment de Dilma.

“Já que estamos em um regime presidencialista, é impossível manter esse ato de continuidade. A interinidade agrava ainda mais essa situação de crise. Não dá condições para que o substituto possa tomar medidas mais duras. Essa lei de 1950 é totalmente defasada. Tão logo termine [o impeachment], apresentaremos ao plenário”, garantiu.

Marco Antonio Villa: Extensão do processo é nociva