Campeão mundial polemiza e diz que Hamilton induziu punição a Vettel: ‘Não foi uma atitude legal’

  • Por Jovem Pan
  • 14/06/2019 17h04 - Atualizado em 14/06/2019 17h17
DivulgaçãoO canadense Jacques Villeneuve foi campeão mundial de Fórmula 1 em 1997

Cinco dias se passaram desde o GP do Canadá de Fórmula 1, mas a polêmica punição a Sebastian Vettel que decidiu a sétima etapa do ano segue dando o que falar. Em entrevista exclusiva ao comentarista Alex Ruffo, da Rádio Jovem Pan, o campeão mundial de 1997, Jacques Villeneuve, polemizou e disse que foi Lewis Hamilton quem induziu a penalização a Vettel na controversa manobra ocorrida na 48ª volta.

“Não deveriam ter aplicado a penalização”, disparou Jacques – que, curiosamente, é filho de Gilles Villeneuve, o piloto que dá nome ao circuito que foi palco do momento mais conturbado da Fórmula 1 em 2019. “Lewis poderia ter diminuído o ritmo, já que via para onde Vettel estava indo. Lewis sabia que, forçando aquela situação, induziria os comissários a lhe darem a penalização, porque ele fez parecer mais perigoso do que realmente foi. Não foi uma atitude legal de Lewis”, acrescentou.

A polêmica punição a Sebastian Vettel aconteceu na metade final do GP do Canadá, realizado no último domingo, em Montreal. Então líder da corrida, o alemão perdeu o controle da sua Ferrari na 48ª volta, foi para a grama e, ainda tentando retomar a tração do carro, espremeu Lewis Hamilton contra o muro na saída da curva 4. Após alguns minutos de análise, os comissários da FIA entenderam que Vettel fez uma manobra perigosa e o puniram com o acréscimo de 5s no tempo final da prova – o que fez com que o alemão, mesmo cruzando a linha de chegada em primeiro, amargasse a segunda posição da sétima etapa da temporada.

Para Villeneuve, a decisão da direção do GP do Canadá não foi acertada. “A penalidade a Vettel foi um pouco exagerada. Não foi uma boa decisão”, opinou. “O regulamento deve ser a prioridade, é claro, mas, na minha opinião, foi mal aplicado. O que você não pode é, intencionalmente, voltar à pista e colocar outro piloto em uma situação de risco. Eu mesmo já guiei muitas vezes nesse circuito, e dá para perceber que Vettel cometeu um erro, foi para a grama, voltou à pista com o carro escapando de lado e, obviamente, bloqueou a passagem de Lewis. Mas não foi uma manobra perigosa, intencional…, finalizou.

Na última quinta-feira, a Fórmula 1 divulgou imagens de câmeras onboard do carro de Sebastian Vettel no momento da manobra. Os novos ângulos, de fato, sugerem que o alemão “brigava” com o volante do carro após sair da grama e que, quando se deu conta, Hamilton já estava ao seu lado, próximo ao muro. A Ferrari desistiu de fazer uma apelação junto à corte da FIA, mas ainda tem nove dias para apresentar novas evidências caso pretenda revisar o caso junto aos comissários que puniram o piloto.