Entenda por que goleiro do Atlético-PR usou celular em campo

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2018 12h37 - Atualizado em 14/05/2018 12h38
ReproduçãoO goleiro Santos, do Atlético-PR, foi flagrado mexendo no celular durante o minuto de silêncio do jogo contra o Atlético-MG, na Arena da Baixada

O Atlético-MG venceu o Atlético-PR no último domingo, na Arena da Baixada, mas foi uma cena envolvendo o goleiro Santos, do Furacão, que chamou a atenção. 

O arqueiro pegou um celular durante o minuto de silêncio, caminhou pela pequena área e, quando o árbitro Luiz Flavio de Oliveira apitou o início de jogo, recolocou o aparelho ao lado do gol. O fato foi flagrado por torcedores e provocou espanto nas redes sociais. 

Nesta segunda-feira, no entanto, o próprio Atlético-PR explicou a situação. 

Em entrevista coletiva, o goleiro Santos e o segundo vice-presidente do clube, Marcio Lara, esclareceram que a iniciativa fez parte da campanha “maio amarelo”, que tem o objetivo de alertar as pessoas para os riscos de mexer no celular e perder a atenção enquanto dirigem. O Uber, aplicativo de transportes que patrocina o Atlético-PR, participou da ação. 

“Eu também ficaria indignado por ter levado o celular para o campo, assim como quero que fiquem indignados com quem usa no carro. Mais do que tomar um gol, você pode sofrer um acidente por causa de uma distração com o celular. Esse foi o motivo de o celular estar ali antes de começar o jogo”, afirmou o goleiro Santos. 

“Agradeço ao Santos e ao (técnico) Fernando Diniz por terem se engajado nessa campanha. O Atlético é conhecido como o clube que quebra paradigmas. Então, foi escolhido para se engajar nessa campanha, demonstrando toda a coragem. Logicamente, tudo foi planejado “, acrescentou Marcio Lara.  

Segundo as regras do futebol, o uso de aparelho celular poderia provocar o cartão amarelo a Santos. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira, no entanto, não flagrou o fato e, por isso, não puniu o jogador.