‘Monstro’ na bola parada, Sornoza revela inspiração em Marcelinho: ‘Vi muitos vídeos dele’

  • Por Jovem Pan
  • 03/05/2019 12h30 - Atualizado em 03/05/2019 12h39
ReproduçãoO equatoriano Júnior Sornoza concedeu entrevista exclusiva ao repórter André Ranieri, da Rádio Jovem Pan

Em 2017, foram oito assistências em 42 jogos. Em 2018, oito em 54. Na atual temporada, por sua vez, já são nove passes para gol em apenas 23 partidas. Os números provam: Júnior Sornoza evoluiu e, em pouco tempo, já se tornou um dos principais jogadores do Corinthians. Contratado junto ao Fluminense em janeiro por cerca de R$ 11 milhões, o meia equatoriano vem calando os críticos com importantes participações em gols alvinegros – a maior parte delas, é claro, de bola parada.

Especialista em cobranças de falta, o atleta tem sido um verdadeiro tormento para os adversários quando o jogo para. Seja a partir de infrações, seja nas batidas de escanteio – o que já lhe rendeu o apelido de “monstro” por parte de alguns torcedores.

O segredo, segundo ele, vem do trabalho. “Quando eu era jovem, sempre ficava treinando, aperfeiçoando a minha batida depois das atividades. Isso tem sido recompensado agora”, celebrou, em entrevista exclusiva ao repórter André Ranieri, da Rádio Jovem Pan. “Eu sei que a minha bola parada é muito boa, e a gente está se aproveitando… Isso é o que importa”, acrescentou.

Inspirações não faltam. Estudioso, Sornoza costuma assistir a vídeos de grandes batedores de falta para aprender a como ter o melhor contato possível com a bola. “Eu sempre vi muitos vídeos do Ronaldinho Gaúcho, do Riquelme, do Marcelinho Carioca… Espero algum dia bater como eles e fazer muitos gols”, avisou, ciente de que um de seus ídolos é um dos maiores jogadores da história do Corinthians. “Seria um prazer conhecer o Marcelinho, conversar da experiência que ele teve aqui e, quem sabe, receber dicas de como bater faltas, também”.

O primeiro gol com a camisa alvinegra ainda não saiu. Mas, no que depender da vontade do equatoriano, não vai demorar muito. “Estou muito ansioso para marcar… Sabe quando um garoto quer um brinquedo? Então… Eu estou assim querendo um gol! (risos). Mas tenho de ter muita tranquilidade porque, na hora certa, eu sei que vai sair”, finalizou.

A entrevista exclusiva de Sornoza a André Ranieri vai ao ar, na íntegra, no próximo Plantão de Domingo, na Rádio Jovem Pan. Fique ligado!