Casos de dengue apresentam queda antecipada, segundo Ministério da Saúde

  • Por Jovem Pan
  • 01/07/2016 09h50
EFE/Jeffrey Arguedasmosquito da dengue

 Um levantamento do Ministério da Saúde aponta que os casos de dengue deste ano, no Brasil, apresentaram uma queda antecipada em relação aos anos anteriores. Na série histórica, a redução no número de casos era notada a partir do mês de junho, mas em 2016 a tendência de redução começou em março. A redução chegou a 99,2% no comparativo entre fevereiro e maio deste ano.

O pico da doença, por sua vez, também foi registrado antes do previsto, em fevereiro, com 106.210 casos registrados na última semana do mês. Em anos anteriores, a maior incidência de casos ocorria nos meses de abril ou maio.

Segundo o Ministério da Saúde, a queda é atribuída aos resultados das ações de enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti. O levantamento do Ministério também elencou as cidades onde haverá competições dos jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Os números apresentam comportamento semelhante ao nacional, com pico da doença entre fevereiro, março ou abril e queda expressiva nos meses seguintes. Os casos de zika também apresentam tendência de redução, segundo o Ministério da Saúde.

Neste ano, o pico de maior incidência de notificações da doença foi registrado na terceira semana de fevereiro, com 16.059 casos. Na última semana de maio, os registros despencaram para 12, uma queda de 99,9%. Além de ações do governo, toda a sociedade pode combater o Aedes aegypti e seus criadouros. Basta adotar uma rotina com medidas simples para vistoriar e eliminar recipientes que possam acumular água parada.

Reportagem: Fernando Martins