Centrão vai lançar nome para disputar presidência da Câmara com o PSDB

  • Por Jovem Pan
  • 11/11/2016 06h47
Câmara dos Deputados - Ag. Câmara

O PMDB joga a toalha e líderes admitem que a presidência da Câmara deve ficar mesmo com o PSDB. O Centrão reage e vai lançar um candidato representando os partidos.

O líder do PTB, deputado Jovair Arantes reuniu os partidos do Centrão e a promessa é de que só haverá um candidato em fevereiro em nome do grupo.

Na Câmara a disputa está ainda nos bastidores e o presidente, deputado Rodrigo Maia, busca saídas jurídicas para a reeleição com o argumento de que o mandato dele é “tampão” e, portanto, ele pode concorrer à reeleição.

Esta será a saída de emergência para o Governo caso a base governista esteja conflagrada, o que não é um possibilidade distante.

No Senado, o senador Renan Calheiros garante que nem pensa em manobras para a reeleição. Diz que já foi presidente quatro vezes e considera que este é o momento para outros senadores.

E já no primeiro mandato o líder do PMDB, senador Eunício Oliveira quer a presidência do Senado e se fortaleceu. A disputa entre os senadores será no partido e o único que poderia oferecer resistências no PMDB é o senador Garibaldi Alves que disse que só concorre se não houver um acordo no PMDB, mas esta é a indicação.

Os presidentes da Câmara e Senado serão importantes para o governo nos dois próximos anos para votar as reformas constitucionais. Tudo fica mesmo para depois. Agora só a emenda do limite de gastos e a reforma da Previdência, a Trabalhista e a Política serão comandadas pelos próximos presidentes que serão eleitos em fevereiro.

*Informações do repórter José Maria Trindade