Chacina no Pará deixa 10 mortos após confronto com policiais

  • Por Jovem Pan
  • 25/05/2017 07h19
Dez pessoas são mortas em chacina no sudeste do Pará durante ação da polícia - secom

Dez pessoas são mortas em chacina dentro de uma fazenda do município de Pau D’arco, sudeste do Pará, durante ação das Polícias Civil e Militar, região norte do Brasil.

Os óbitos aconteceram durante o cumprimento de 14 mandados de prisão contra suspeitos de envolvimento no assassinato de um segurança da fazenda Santa Lúcia, explicaram as forças de segurança. Segundo a polícia, equipes foram recebidas a tiros por posseiros, havendo revide, os suspeitos estavam escondidos na fazenda. Nenhum policial ficou ferido.

Entre os mortos, estão nove homens e uma mulher. Quatro das 10 vítimas tinham mandados de prisão decretados.

O secretário de Segurança Pública do Pará, Jeannot Jansen, prometeu empenho na apuração, garantindo a atuação de uma equipe de peritos imparciais: “a abertura de inquérito vai provocar investigações para saber o que houve. Diligências no local, verificação de testemunhas, relatórios de policiais, tudo isso vai proporcionar visão mais clara do que ocorreu”.

O coordenador da Comissão Pastoral da Terra, Rubens Siqueira, se disse preocupado com a sequência de chacinas, além de cobrar mais rigor tanto nas investigações dos crimes, quanto nas punições aos envolvidos.

Relatório anual “Conflitos no Campo Brasil 2016” apontou 61 assassinatos ocorridos no ano passado, o maior número já registrado desde 2003. Em 2017, a violência no campo permanece. São 26 pessoas mortas em conflitos até o momento.

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, do Ministério Público Federal, informou por meio de nota que vai acompanhar os trabalhos de investigação da chacina na região de Pau d’Arco, no Estado do Pará.

A Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Pará repudiou o que chamou de massacre de 10 trabalhadores rurais sem-terra.

*Informações do repórter Felipe Palma