Cidades brasileiras reforçam campanha de vacinação contra a febre amarela

  • Por Jovem Pan
  • 30/03/2017 10h59
Vacinação - febre amarela - efe

Após a confirmação das mortes de macacos, a vacinação contra a febre amarela será reforçada em Salvador a partir desta quinta-feira (30). Quatro animais morreram e o primeiro caso foi registrado no bairro de Vila Laura, no distrito de Brotas.

Cerca de 400 mil doses da vacina foram distribuídas pelos postos de atendimento da capital baiana.

A diretora de Vigilância em Saúde de Salvador, Geruza Moraes, destacou que além da vacinação é importante focar no combate a transmissão da doença. “Na cidade, a febre amarela na zona urbana é transmitida pelo Aedes, que já transmite dengue, zika, chikungunya”, lembrou.

Além da Bahia, os Estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo também estão em alerta.

No interior paulista, a cidade de Socorro iniciou o agendamento para vacinar os cidadãos. Ricardo Lopes, secretário de Saúde da cidade, explicou que será feita uma triagem dos cadastros.

Ele afirmou que as pessoas serão chamadas para os postos de saúde, mas que a população rural receberá atendimento em casa. “Nós estaremos em maneira escalonada. A primeira população a ser vacinada é a população da zona rural”, disse.

Minas Gerais já teve mais de 370 casos confirmados da doença em humanos, e o Espírito Santo mais de 100. No Rio, desde o início do ano, mais de 500 mil pessoas foram vacinadas contra a febre amarela, e todas as unidades de saúde oferecem vacinas diariamente.

*Informações da repórter Marcella Lourenzetto