Confira aqui o que você não ouviu em “Os Pingos nos Is” de 12/05/2017

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2017 15h02

O que Reinaldo Azevedo, Victor LaRegina e Vitor Brown não comentaram nesta sexta-feira (12), você confere aqui:

ESQUEMA – De acordo com a PF, o BNDES ajudou o grupo da família Batista a se tornar o maior produtor e comercializador de proteína animal do mundo por meios ilegais. Um laudo da polícia demonstra prejuízos em operações de debêntures que favoreceram a JBS e prejudicaram o BNDES. Os aportes teriam sido feitos a partir de 2007, após a contratação da consultoria de Palocci. O banco de fomento repassou algo em torno de R$ 8,1 bilhões para o grupo – o dinheiro foi utilizado para a aquisição de outras empresas no ramo de frigoríficos.

RESPOSTAS – O BNDES disse que está buscando informações sobre a operação da PF e dando apoio aos investigadores e a seus empregados. Já a defesa do ex-presidente do BNDES Luciano Coutinho afirmou, em nota, que ainda não teve acesso aos autos, “mas tem convicção de que demonstrará, ao longo do processo, a lisura de todas as ações realizadas durante sua gestão”. O grupo JBS informou que não foi favorecido em qualquer operação financeira envolvendo a BNDESPar.

TEMER – O governo do presidente Michel Temer completou um ano nesta sexta. Em cerimônia de comemoração no Palácio do Planalto, o peemedebista defendeu as reformas da Previdência e trabalhista e disse que sua gestão está construindo pilares muito sólidos para garantir ao Brasil um padrão de crescimento sustentável, sem investir no marketing enganador ou apelar para o encanto do populismo.

TRÍPLEX – Os advogados de Lula solicitaram que o juiz Sérgio Moro ouça funcionários e ex-funcionários da Petrobras relacionados a contratos ligados ao processo, que apura se o petista recebeu vantagens indevidas da OAS, além de pessoas que trabalharam na empreiteira. Já a Procuradoria pediu para ouvir um funcionário da OAS Empreendimentos, um ex-funcionário da mesma empresa e um ex-funcionário da Odebrecht. Moro ainda não se manifestou sobre os pedidos.