Confira aqui o que você não ouviu em “Os Pingos nos Is” de 22/03/2017

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2017 14h28

O que Reinaldo Azevedo, Victor LaRegina e Vitor Brown não comentaram nesta quarta-feira (22), você confere aqui:

CHAPA – O ministro Herman Benjamin, relator da ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer no TSE, determinou o encerramento da fase de instrução do processo e abriu prazo para as partes apresentarem as alegações finais. Após concluídas essas etapas, o ministro vai finalizar seu relatório e liberar a ação para o plenário.

FHC X VÍDEO – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse, em vídeo publicado no Facebook, que os partidos e os políticos “vão muito mal das pernas” e que “o Brasil, neste momento, não acredita em nada”. O tucano criticou as discussões em andamento no Congresso sobre reforma política, principalmente em relação ao sistema eleitoral. Afirmou: “E o povo vai votar em partidos? Quais? O povo nem sabe o nome dos partidos”.

MORAES – O ex-ministro da Justiça Alexandre de Moraes assumiu hoje a cadeira de Teori Zavascki no STF. Participaram da cerimônia o presidente Michel Temer, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira, entre outras autoridades. Moraes prestou juramento e assinou o termo e o livro de posse diante dos ministros do tribunal.

PIB – O governo federal revisou de 1% para 0,5% sua estimativa para o crescimento do PIB em 2017. Para 2018, o Planalto prevê expansão da economia de 2,5%. De acordo com o último boletim Focus, do Banco Central, os analistas esperam um crescimento de 0,48% para 2017.

INFLAÇÃO – A prévia da inflação oficial do país desacelerou para 0,15% em março. Esse é o menor resultado para o período desde 2009. No ano, o avanço do indicador é de 1%. Em 12 meses, o IPCA-15 acumula alta de 4,73%, cada vez mais próximo do centro da meta do governo, que é de 4,5%.

PETROBRAS – A Petrobras registrou em 2016 um prejuízo líquido de R$ 14,8 bilhões. Foi o terceiro ano seguido de resultado negativo para a estatal. Em comunicado, a Petrobras atribuiu o desempenho ruim “principalmente, pelo impairment [reavaliação] de ativos e de investimentos em coligadas”. Apesar do prejuízo anual, a companhia encerrou o quarto trimestre do ano com lucro líquido de R$ 2,5 bilhões.

CABRAL – O governo do Rio de Janeiro recebeu ontem a devolução de R$ 250 milhões que, segundo os procuradores da Lava Jato, foram desviados pelo esquema comandado pelo ex-governador Sérgio Cabral. O dinheiro será destinado a pagar o 13º atrasado de 147 mil aposentados e pensionistas que ganham até R$ 3.200. Ao todo, a força-tarefa conseguiu recuperar R$ 400 milhões do esquema criminoso. Os R$ 150 milhões restantes devem ser devolvidos à União para reparar o desvio de recursos destinados às obras da Olimpíada de 2016.