Confira a edição completa de “Os Pingos nos Is” desta quinta-feira (04/12/2014)

  • Por Jovem Pan
  • 04/12/2014 19h04

Reinaldo Azevedo, Mona Dorf e Patrick Santos comentaram os principais assuntos desta quinta-feira em “Os Pingos nos Is”.

Em seu editorial de abertura, Reinaldo Azevedo falou sobre a sessão do Congresso que debateu, votou e aprovou o projeto de lei do governo federal que, na prática, elimina as metas da Lei de Diretrizes Orçamentárias, numa “clara ofensa” ao Artigo 165 da Constituição (você pode conferir o editorial completo aqui).

Mona Dorf destacou o pedido do Ministério Público Federal para a condenação dos envolvidos na Operação Lava Jato, entre eles os “participantes” da delação premiada, Paulo Roberto Costa e Alberto Yousseff, e outros sete envolvidos.

Os advogados dos empreiteiros da OAS e da Camargo Corrêa pedem a libertação de seus clientes com base no mesmo critério usado com o ex-diretor de Engenharia e Serviços da Petrobras, Renato Duque. O ministro Teori Zavascki mandou soltar Duque por considerar que não havia fato concreto que justificasse a prisão.

O destaque de Patrick Santos foi sobre o depoimento do ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, que disse ser incorreto a associação da campanha de Dilma a dinheiro sujo vindo de esquemas ligados à Petrobras.

“Há uma leitura política dos fatos que não está dito, por que a [campanha] presidencial e não a dos governadores? Eu não posso cair na tentativa de politizar”, disse Cardozo ao afirmar não saber sobre se o dinheiro desviado foi para a campanha de Dilma ou dos governadores. Patrick Santos ainda acrescentou sobre o ex-presidente Lula achar que tais vazamentos das declarações de Mendonça Neto, em delação, serem “estranhas”.

Outro destaque foi a reunião entre a presidente Dilma Rousseff e o governador Geraldo Alckmin contra a crise hídrica. O governador de São Paulo Geraldo Alckmin assinou nesta quinta-feira (04) uma parceria público-privada com o governo federal no valor de R$ 3,24 bilhões para viabilizar obras de saneamento básico e mobilidade urbana no Estado, ao contrário do que é dito na imprensa.

O valor divulgado nas manchetes dos principais portais parece denotar esse repasse como algo sendo feito entre governo federal para o governo paulista. No entanto, diz respeito à construção do Sistema Produtor São Lourenço, tido como essencial para combater a crise hídrica no Estado e que está orçada em R$ 2,6 bilhões.

Outros destaques no programa:

– Em documento enviado nesta quinta-feira (04) ao Congresso, o governo reduziu a projeção oficial para o crescimento do PIB de 2015 de 2 para 0,8%. Pela primeira vez, a gestão da presidente Dilma trabalha com uma expectativa similar à dos analistas de mercado, que hoje esperam um crescimento em torno de 0,77% da economia no ano que vem.

– A produção de veículos no Brasil caiu 9,7% em novembro na comparação com outubro, para 264 mil 830 unidades. Na comparação com novembro de 2013, o número também recuou 9,7%. No acumulado do ano, o volume produzido somou 2 milhões e 940 mil unidades, uma queda de 15,5% sobre o mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados hoje pela Anfavea, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores.

– A caderneta de poupança registrou em novembro o pior resultado para o mês desde 2011. No período, os depósitos superaram os saques em pouco mais de 2,5 bilhões de reais. No acumulado do ano, até o mês passado, a captação líquida da poupança está em 18 bilhões e 600 milhões de reais, um resultado 69% inferior ao obtido em 2013.

– O ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, se reuniu na terça-feira (02) com o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, e com Luciana Santos, deputada e vice-presidente do partido, para propor uma troca ministerial. O PCdoB assumiria o Ministério da Cultura e a Secretaria de Assuntos Estratégicos, e, em troca, repassaria ao PT o Esporte. Os dirigentes do PCdoB não concordaram com a ideia e disseram que preferem manter Aldo Rebelo na pasta.