Confira a edição completa de “Os Pingos nos Is” desta sexta-feira (01/04/2016)

  • Por Jovem Pan
  • 01/04/2016 15h20

Reinaldo Azevedo, Patrick Santos e o humorista Márvio Lucio, o Carioca, comentaram os principais assuntos desta sexta-feira (01) em “Os Pingos nos Is”.

Em seu editorial de abertura, Reinaldo Azevedo comparou as manifestações de 1984 e 2016. Saiba mais no editorial completo.

Outros destaques do programa foram:

CARBONO 14 – A PF deflagrou hoje a 27ª fase da Lava Jato, batizada de “Carbono 14”. Foram cumpridos dois mandados de prisão temporária – do empresário e dono do “Diário do Grande ABC” Ronan Maria Pinto e do ex-secretário-nacional do PT Silvio Pereira, o Silvinho Land Rover – e dois de condução coercitiva – do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e do jornalista e diretor do site “Opera Mundi” Breno Altman.

LAVA JATO – A nova fase da Lava Jato está relacionada ao empréstimo de R$ 12 milhões contraído pelo pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula, em 2004, junto ao Banco Schahin para quitar dívidas do PT. De acordo com a Procuradoria, esse empréstimo foi pago depois, em 2009, “por intermédio da contratação fraudulenta da Schahin como operadora do navio-sonda Vitória 10.000, pela Petrobras, ao custo de 1,6 bilhão de dólares”.

SILVINHO – De acordo com a Lava Jato, ex-secretário-nacional do PT Silvio Pereira recebeu R$ 500 mil das empreiteiras OAS e UTC na conta bancária de uma de suas empresas. Outros envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras, o empresário Augusto Mendonça, da Setal, e o consultor Julio Camargo, também fizeram transferências à DNP, empresa de Silvinho. Segundo a Procuradoria, os pagamentos eram uma “mesada” para Silvinho não delatar possíveis fatos ilícitos que tivesse conhecimento envolvendo o PT.

MEIRE – O escritório da ex-contadora de Alberto Youssef, Meire Poza, foi atingido por um incêndio na noite desta quinta, e parte do teto desabou. Em entrevista à Jovem Pan, Meire disse acreditar que o incidente “pode ter sido algum tipo de retaliação” por ela ter apresentado documentos contra corruptos e corruptores que atuaram no petrolão.

PIMENTA – Ao comentar a Lava Jato, o vice-líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta, afirmou que os investigadores “extrapolaram as suas competências, agindo à revelia da lei”. Para ele, criar um vínculo entre a morte de Celso Daniel e a investigação de corrupção na Petrobras “é tentar semear na opinião pública mais elementos de instabilidade, de caos social, de ódio”.

TEMER X IMPEACHMENT – Segundo a Folha, o ex-governador do Ceará Cid Gomes deve entrar na Câmara com um pedido de impeachment contra o vice-presidente Michel Temer. Cid diz que mostrará uma lista de seis crimes cometidos por Temer “enquanto pessoa física e jurídica”.

ARAGÃO – O ministro da Justiça, Eugênio Aragão, criticou hoje o que ele chamou de “psicose coletiva” por causa das divergências políticas. Aragão afirmou que a violência está dominando os debates sobre o tema e acusou, sem citar nomes, haver “grupos e pessoas interessadas no quanto pior melhor”, o que dificulta a governança do país.

DILMA X DEMOCRACIA – A presidente Dilma afirmou que não permitirá que a democracia seja “manchada”. Sem citar nomes, a petista ressaltou que o governo federal não defende a violência, mas disse ser necessário oferecer resistência “às tendências antidemocráticas no país”.