Confira a edição completa de “Os Pingos nos Is” desta sexta-feira (12/05/2017)

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2017 15h00

Reinaldo Azevedo, Victor LaRegina e Vitor Brown comentaram os principais assuntos desta sexta-feira (12) em “Os Pingos nos Is”.

Em seu editorial de abertura, Reinaldo Azevedo disse que não se vendeu ao PT rico. Saiba mais no editorial completo.

HACKERS – Um ataque de hackers que atingiu sistemas em todo o mundo nesta sexta chegou ao Brasil e deixou o país em alerta. No Rio de Janeiro, todos os computadores da Previdência e do INSS foram afetados pelo vírus e desligados. Petrobras e Telefônica também foram atingidos. O ataque cibernético aos sistemas da Telefónica, na Espanha, também atingiu a operação brasileira da empresa. Funcionários da companhia, dona da operadora Vivo, foram orientados a não ligarem seus computadores e não acessarem os e-mails pelo celular.

CANDIDO – Morreu nesta sexta, aos 98 anos, em São Paulo, o crítico literário, ensaísta, professor e sociólogo Antonio Candido. Ele estava internado desde sábado, depois de ter uma “crise gástrica”. Amanhã, o corpo será cremado em uma cerimônia só para familiares e amigos próximos. Ele deixou orientações para que suas cinzas sejam misturadas às de sua mulher, Gilda de Mello e Souza, morta em 2005.

BULLISH – A PF deflagrou a Operação Bullish, que investiga possíveis fraudes e irregularidades em aportes concedidos pelo BNDES a empresas do grupo JBS, principal alvo da ação. A Justiça Federal em Brasília determinou o cumprimento de mandados de busca e apreensão nas casas dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, que detém as marcas Friboi e Seara. Também é alvo da medida o ex-presidente do banco de fomento Luciano Coutinho. O ex-ministro Antonio Palocci e sua empresa de consultoria, a Projeto, são outros investigados.

PALOCCI – O ex-ministro Antonio Palocci decidiu negociar um acordo de delação premiada com os procuradores da Lava Jato. Nesta sexta, ele avisou seu advogado de defesa, o criminalista José Roberto Batochio, que ele terá de se afastar do caso. A negociação do acordo será feita por dois advogados de Curitiba, Adriano Bretas e Tracy Reinaldeti.

SANTANA – Segundo a Folha, o casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura perderá um total de R$ 80 milhões como parte do acordo de delação premiada fechado com o Ministério Público Federal. A conta é distribuída da seguinte forma: R$ 3 milhões em multa de Santana, R$ 3 milhões em multa de Mônica e mais a perda de todo o saldo bancário e eventuais investimentos feitos pela offshore controlada pelos dois, a Shell Bill Finance, no Banco Heritage, na Suíça. Segundo o MP, a conta detém cerca de R$ 68 milhões. 

GILMAR X FROTA – O ator Alexandre Frota protocolou ontem, na secretaria-geral do Senado, um pedido de abertura de processo de impeachment contra o ministro do STF Gilmar Mendes. No texto, o ator afirma que Gilmar não tem “comportamentos compatíveis com os princípios da moralidade e da impessoalidade administrativas” e por isso deve deixar o cargo.