Confira a edição completa de “Os Pingos nos Is” desta terça-feira (09/05/2017)

  • Por Jovem Pan
  • 09/05/2017 14h57

Reinaldo Azevedo, Victor LaRegina e Vitor Brown comentaram os principais assuntos desta terça-feira (09) em “Os Pingos nos Is”.

Em seu editorial de abertura, Reinaldo Azevedo falou sobre Rodrigo Janot ter apontado suspeição de Gilmar Mendes no caso Eike Batista. Saiba mais no editorial completo.

JANOT X FILHA – Informação do blog de Reinaldo Azevedo mostra que Rodrigo Janot teria de se declarar impedido de atuar em qualquer questão que diga respeito à OAS. Isso porque Leticia Ladeira Monteiro de Barros, filha de Janot, é advogada da empreiteira. Além disso, ela também defende os interesses da Braskem, o braço petroquímico do grupo Odebrecht. Janot emitiu nota afirmando que não há incompatibilidade entre a atuação de sua filha como advogada da OAS e a sua como procurador-geral da República.

LULA X DEPOIMENTO – O Tribunal Regional Federal da Quarta Região negou pedido da defesa de Lula e manteve para quarta o depoimento do ex-presidente ao juiz Sergio Moro. Os advogados do petista alegam não ter tempo suficiente para analisar documentos recentemente compartilhados pela Petrobras. O juiz Nivaldo Brunoni negou o pedido afirmando que a documentação foi requerida pela própria defesa e não está relacionada aos contratos indicados na denúncia.

MOVIMENTOS X LULA – O Movimento Brasil Livre e o Nas Ruas organizam nesta terça vigílias em pelo menos 55 cidades do país na véspera do depoimento de Lula ao juiz Sergio Moro. Em São Paulo, o ato vai acontecer no vão livre do Masp; em Brasília, em frente ao STF.

GILBERTO – O ex-ministro Gilberto Carvalho divulgou hoje um vídeo pedindo que os militantes petistas viajem a Curitiba para acompanhar o depoimento do ex-presidente Lula. Segundo Carvalho, a capital paranaense “não é propriedade dos coxinhas”. Na mensagem, o ex-ministro disse para Moro não se preocupar, pois essa “vai ser uma festa linda, uma festa democrática e pacífica”.

GILMAR X AJUFE – Em nota, a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) manifestou “seu repúdio” a uma declaração do ministro Gilmar Mendes sobre a Lava Jato, dada em entrevista à Folha. Ao jornal, Mendes afirmou que, “como tem sido divulgado [por integrantes da Lava Jato], o sucesso da operação dependeria de um grande apoio da opinião pública. Tanto é assim que a toda hora seus agentes estão na mídia, especialmente nas redes sociais, pedindo apoio ao povo e coisas do tipo”. Para o presidente da Ajufe, Roberto Veloso, “essas palavras não estão à altura do cargo que ocupa”.