Corintiano detido na Bolívia, e procurado pela Justiça, é preso pela PM em SP

  • Por Jovem Pan
  • 05/01/2017 06h02
Leandro Silva de Oliveira - rep

Corintiano detido na Bolívia após morte de torcedor, e procurado pela Justiça, é preso pela PM na região da Vila Alpina, na Zona Leste de São Paulo. Leandro Silva de Oliveira, de 25 anos, conhecido como Soldado, era procurado por suspeita de envolvimento em uma emboscada contra membros da torcida do Palmeiras, ocorrida no ano passado.

Em 2013, o integrante da Gaviões da Fiel esteve preso em Oruro, na Bolívia, juntamente com outros onze torcedores, após a morte de um adolescente, membro da torcida do San José, durante partida da Libertadores.

Em meio ao jogo, em 20 de fevereiro, a torcida do time brasileiro disparou um tiro de sinalizador que acertou o boliviano Kevin Espada, de 14 anos. Doze torcedores do Corinthians ficaram detidos no país vizinho.

Sete deles foram libertados em 6 de junho daquele ano por falta de provas, mas os outros cinco, entre eles Leandro, ainda permaneceram presos até o dia 2 de agosto. De lá para cá, Leandro se envolveu em outros casos de violência entre torcidas.

Dois deles foram pancadarias contra torcedores do Vasco, um em Brasília, em 2013, pouco tempo após voltar para o Brasil, e outro em 2015, no Rio Grande do Norte, no aeroporto da Cidade.

Já em 2016, Leandro se envolveu em uma embosca a torcedores do Palmeiras em São Paulo, no fim de um clássico entre os times rivais.

O corintiano Leandro Silva Oliveira foi encaminhado ao 56º Distrito Policial, da Vila Alpina, onde o delegado registrou a captura.

*Informações do repórter Paulo Edson Fiore