CPI da Merenda aprova requerimento que convoca Capez a prestar depoimento

  • Por Jovem Pan
  • 18/08/2016 09h01

CPI da Merenda será concluída até outubro "com todas as testemunhas ouvidas e a verdade apurada"Fernando Capez - Alesp

A CPI da Merenda aprovou requerimento que convoca presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo a prestar depoimento sobre Operação Alba Branca. O pedido foi aceito nesta quarta-feira (17), mas ainda não há data definida para a fala do deputado Fernando Capez.

Nesta quarta, cinco suspeitos de envolvimento em fraudes na compra de alimentos para merendas prestaram depoimento na CPI.

Todos são ligados ao principal alvo da investigação, a Cooperativa Orgânica Agrícola familiar (Coaf), de Bebedouro, no interior de São Paulo.

O ex-funcionário João Roberto Fossaluzza, que revelou o caso, foi o primeiro a ser ouvido e disse que está sofrendo ameaças.

Em seguida, o ex-diretor da Coaf, Carlos Eduardo da Silva, negou participação no esquema de propina: “podem achar que estou mentindo, e estou muito tranquilo em relação a isso. Tenho confiança nos meus atos e tenho a certeza que não vou ser detido, não vai ser por isso aqui”.

Por fim, o ex-funcionário da área financeira Caio Pereira Chaves foi interrogado pelos deputados estaduais.

Como tinha acesso ao sistema bancário da Coaf, ele explicou como era feito o pagamento da propina em porcentagens que iam de 10% a 25%: “caso caísse alguma prefeitura, era emitida uma ordem de retirada assinada pelo presidente da Coaf e os mesmos iam ao banco e sacavam valores altíssimos em dinheiro”.

Por enquanto, as pessoas são convidadas a falar o que sabem na CPI da Merenda, mas ainda não houve nenhuma convocação. Outros membros da Cooperativa Orgânica Agrícola familiar ainda devem ser ouvidos pelos deputados.