Crise amplia busca por vagas em escolas públicas em SP

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2017 07h43
estudante

A crise financeira e o aumento do número de desempregados no Brasil vêm afetando muitas famílias de baixa renda que lutam para manter seus filhos nas escolas públicas.

A moradora do bairro da Vila Sonia, zona oeste de SP, Midiã Barbosa da Silva está desempregada e luta para conseguir vaga para as filhas na rede municipal. “Fui à escola onde eu almejava que eles estudassem, mas ao chegar lá eles me passaram que precisava fazer inscrição e aguardar. Foi em torno de 30 dias para eles me informarem que meus filhos estudariam em direções opostas um do outro”, contou.

A Jovem Pan procurou a Secretaria Municipal da Educação.Em nota, a assessoria respondeu que uma das filhas da senhora Midiã esta na lista de espera e que a outra precisa ser inscrita para então aguardar uma vaga.

Nesta quinta-feira (26), a mãe foi à Defensoria Pública no centro da cidade revindicar o direito das filhas de estudarem em escolas públicas no bairro onde moram na Vila Sonia.

A Defensoria pediu para que ela voltasse com inúmeros documentos e com três testemunhas.

*Informações do repórter Victor Moraes