Cristina Kirchner critica Governo Macri e chama Temer de “ridículo” e “brega”

  • Por Jovem Pan
  • 27/05/2017 10h02
EFECristina Kirchner

Depois de quase um ano sem dar entrevistas longas, a ex-presidente argentina Cristina Kirchner, de 64 anos, fez duras críticas ao governo Mauricio Macri e ao presidente Michel Temer.

A ex-presidente Kirchner criticou o atual presidente Mauricio Macri por ter participado das festividades do feriado de 25 de maio, que celebra o início da revolta que se tornaria a independência do país.

“Não se pode festejar em um país que as pessoas perdem seus empregos todos os dias, onde as fábricas e os comércios estão fechando as portas e onde pessoas passam fome. Eu sinto que o povo argentino está desamparado. Mauricio Macri cometeu um embuste eleitoral, suas promessas estão se mostrando mentirosas”, disse.

Cristina Kichner também criticou o presidente Michel Temer o chamando de “ridículo” e “brega” e atacou sua iniciativa de chamar as Forças Armadas para conter os protestos em Brasília.

“Olha o que está acontecendo no Brasil. Esse presidente ridículo, brega, porque não posso qualificá-lo de outra maneira. Uma pessoa que chama as Forças Armadas para reprimir o povo e no outro dia muda completamente de ideia. É um escândalo” completou.

Kichner falou ao canal C5N, um dos únicos meios que hoje se posicionam contra Mauricio Macri, por pertencer a um empresário aliado ao kirchnerismo, Cristóbal Lopez.

As eleições legislativas na Argentina acontecem no dia 22 de outubro e a ex-mandatária ainda não decidiu se será candidata pela província de Santa Cruz ou pela capital, Buenos Aires.

*Informações do repórter Victor Moraes