CT JP: Titebilidade, foco na Copa do Brasil e a explosão de Michel Bastos

  • Por Jovem Pan
  • 02/11/2015 16h06
Montagem com Folhapress CT JP: Titebilidade

Corinthians

– Titebilidade! Técnico do Corinthians afirma que time “venceu e encantou” em Minas Gerais e pede que os jogos decisivos no final do campeonato sejam realizados no mesmo horário.

– Agora vai? Renovação do volante Ralf pode sair ainda esta semana. O jogador espera pela definição, mas diretoria corinthiana não acredita na rapidez do acordo.

– Nojento! Tite foi alvo de cusparadas da torcida atleticana durante o jogo de ontem (01), no Independência. O técnico Levir Culpi, do Atlético-MG se dirigiu à torcida pedindo para que parassem de cuspir no treinador corinthiano.  

 Palmeiras

– Curados! Com tempo até as finais da Copa do Brasil, Palmeiras espera esvaziar o Departamento Médico e ter todos os atletas em condições de jogo até o dia 25 de novembro, quando acontece o primeiro jogo da final, na Vila Belmiro.

– Não largou o osso! Marcelo Oliveira diz que ainda acredita no G4 e pede 100% de aproveitamento na Arena do Palmeiras, no Brasileirão. Baixas! Por cartões, Dudu e Cristaldo estão fora do jogo contra o Vasco, pela próxima rodada co Brasileirão.

Santos

– Foco! Dorival Júnior pede atenção e time em alto nível em Santa Catarina, contra o Joinville, pela próxima rodada do Brasileirão. Dorival não poderá contar com o zagueiro Gustavo Henrique e com o lateral Zeca, ambos levaram o terceiro cartão amarelo.

 

– Segundo round! Ricardo Oliveira e Fernando Prass voltam a se desentender dentro de campo, goleiro fala de provocação após o atacante marcar o gol e comemorar com cara de “deboche”.

São Paulo

– Perdão pelo vacilo! Após comemorar gol pedindo silêncio, Michel Bastos se desculpou e disse que “acabou explodindo”.

 

– Tá fora! Alexandre Pato confirma que não permanecerá no Tricolor em 2016, admite uma possível volta para o Corinthians, mas diz que está focado em levar o São Paulo à Libertadores do ano que vem, para “entrar de férias com a sensação de dever cumprido”.

– Tem espaço? Doriva elogia zagueiro Diego Lugano, mas lembra que não basta ser ídolo para conseguir um espaço na zaga são-paulina.