Defesa nega que Eike Batista tenha violado prisão domiciliar; MPF investiga

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2017 07h52
Rio de Janeiro - Empresário Eike Batista deixa a sede da PF, na região portuária do Rio, após depoimento na Delegacia de Combate ao Crime Organizado e Desvio de Recursos (Fernando Frazão/Agência Brasil)Eike Batista - ABR

Era ou não era Eike Batista? Pessoas que estavam nesta terça-feira (09) em um tradicional restaurante português em Copacabana na zona sul do Rio de Janeiro disseram que viram uma pessoa muito parecida com o ex-bilionário brasileiro Eike Batista.

O empresário está fora da cadeia desde o final de semana retrasada graças a uma polêmica decisão tomada pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes.

Uma foto, inclusive de lado, com ângulo desfavorável, chegou a ser publicada nas redes sociais por essas testemunhas.

Eike Batista está cumprindo prisão domiciliar desde que foi solto por determinação de Gilmar Mendes e só pode deixar a sua mansão de muitos milhões de reais no bairro do Jardim Botânico na Zona Sul Capital em um caso de emergência, como por exemplo um grave problema de saúde.

A semelhança entre Eike e a pessoa que estava neste restaurante era muito grande de acordo com testemunhas. Mas, os advogados do empresário garantem que ele não descumpriu a ordem de prisão domiciliar.

O Ministério Público Federal, pelo sim pelo não, afirmou que está investigando o caso para saber se Eike desrespeitou a decisão judicial ou não.

*Informações do repórter Rodrigo Viga