Disputa para suceder Rodrigo Janot na PGR terá oito candidatos

  • Por Jovem Pan
  • 25/05/2017 07h57
Elza Fiúza / Agência Brasil Rodrigo Janot

Oito membros do Ministério Público Federal registraram candidaturas para o processo de formação da Lista Tríplice para o cargo de Procurador-Geral da República.

Os concorrentes são Carlos Frederico Santos, Eitel Santiago, Ela Wiecko, Franklin Rodrigues, Mario Luiz Bonsaglia, Nicolao Dino, Raquel Dodge e Sandra Verônica Cureau.

O prazo para as inscrições terminou nesta quarta-feira (24).

Agora, a Associação Nacional dos Procuradores da República vai promover uma série de debates entre os candidatos.

O primeiro encontro está marcado para a próxima segunda-feira, em São Paulo.

Os integrantes do Ministério Público Federal deverão participar da eleição, na última semana de junho. Os três mais votados formarão a lista tríplice, que será encaminhada ao presidente da República.

Caberá, então, a Michel Temer decidir qual será o indicado ao cargo. O escolhido ainda passará por uma sabatina no Senado, onde deverá ter o nome aprovado pela maioria absoluta dos parlamentares.

O método da lista tríplice é adotado pela Associação Nacional dos Procuradores da República desde 2001.

O presidente da República não é obrigado a seguir a indicação, mas, até aqui, a relação entregue pelo Ministério Público Federal sempre foi respeitada.

Em abril, chegou a circular a informação de que Michel Temer estaria cogitando ignorar o mecanismo, mas o governo negou os boatos.

O mandato do Procurador-Geral da República tem duração de dois anos, sendo que é permitida a recondução.

O atual procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deixará o cargo no dia 17 de setembro.

*Informações do repórter Vitor Brown