Duque diz estar disposto a devolver 20 mi de euros proveniente de propina

  • Por Jovem Pan
  • 08/05/2017 06h51
O ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, presta depoimento em CPI na Câmara dos Deputados ( Marcelo Camargo/Agência Brasil)Renato Duque

O ex-diretor da área de serviços da Petrobras, Renato Duque, disse estar disposto a devolver 20 milhões de euros, o que daria cerca de R$ 70 milhões, valor que recebeu de propina.

A afirmação foi dada ao juiz Sérgio Moro, durante interrogatório na Justiça Federal, primeira vez que Renato Duque falou sobre o esquema de corrupção na estatal.

Duque também se comprometeu a devolver valores que estão em uma terceira conta no exterior, mas não mencionou o valor.

O ex-diretor de Serviços da Petrobras foi ouvido por Moro em uma ação que apura se o ex-ministro Antonio Palocci recebeu propina para atuar a favor da Odebrecht, em contratos para a construção de 21 sondas de perfuração no pré-sal.

Duque já foi condenado a mais de 50 anos de prisão em quatro ações da Lava Jato e é réu em pelo menos outros seis processos decorrentes da operação. Atualmente, está detido na carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

*Informações do repórter Felipe Palma