Ecclestone elogia trabalho da polícia na resolução do sequestro de sua sogra

  • Por Jovem Pan
  • 09/08/2016 11h00
Chefe da Fórmula 1Bernie Ecclestone

O chefe da F1, Bernie Ecclestone, visitou os policiais que libertaram sua sogra, Aparecida Schunck Flosi Palmeira, do sequestro, que durou nove dias. O cativeiro em Cotia na grande São Paulo.

“Estou emocionado não por causa do sequestro, mas por causa de toda a ajuda que ela recebeu da polícia daqui. Eles foram extremamente úteis. Todos aqui no Brasil deveriam ter muito orgulho dessas pessoas”, disse Ecclestone.

Três suspeitos foram presos, dentre eles o piloto de helicóptero Jorge Eurico da Silva Faria, considerado o responsável pelo planejamento do crime pela polícia.

“Obviamente eu fiquei surpreso [com a participação do Jorge], mas parece que ele já tinha uma má reputação, então talvez não tenha sido uma grande surpresa no fim das contas”, afirmou o chefão da Fórmula 1.

A mulher de Ecclestone, a brasileira Fabiana Flosi, também elogiou o trabalho da polícia e falou da relação da família com o piloto: “sem o trabalho da polícia a gente não teria encontrado a minha mãe (…) várias vezes o contratamos”.

Bernie Ecclestone garantiu ainda que não existem preocupaçãoes com o terrorismo na Olimpíada do Rio de Janeiro e, no melhor estilo britânico, brincou sobre o sequestro da sogra.

Confira a reportagem completa de Marcelo Mattos: