Editorial – A Greve dos Nababos

  • Por Reinaldo Azevedo/ Jovem Pan
  • 27/04/2017 18h14
Motoqueiros fazem protesto na Avenida PaulistaGreve registra conflitos e atrapalha trabalhadores em São Paulo

Quem está nas ruas? Aqueles que ainda são os donos do poder, mas que, vamos torcer!, vão bater em retirada. Boa parte dos militantes de esquerda, que atendem a interesses partidários e de grupos de pressão, foi desalojada do aparelho de Estado. Mas esses burocratas do atraso ainda comandam as máquinas sindicais.

Sim, é verdade!, o povo está na rua, andando a pé, se lascando para chegar ao trabalho, tendo a sua rotina diária alterada pela vontade de meia-dúzia de reacionários.

A greve é um sucesso em São Paulo? Nas áreas que estão sob o domínio de máquinas sindicais, especialmente aquelas que são de  controle público, a resposta é “sim”. O Metrô parou — menos a Linha Amarela, que é privada e cujas composições não têm condutores. Os trens parara. Os ônibus também. O mesmo se deu com as escolas.

Em todas essas áreas, minorias truculentas impõem sua vontade às maiorias que querem trabalhar.

O que está nas ruas é um movimento de caráter político e, é inescapável dizer, de apelo já eleitoral.

Não há, reitero, uma só medida da reforma trabalhista que agrida direitos. Ao contrário. O texto regulariza e dá segurança jurídica a situações de fato do mercado.

A reforma da Previdência é uma imposição das contas públicas, não é uma questão de querer.

Neste momento, em São Paulo, os esquerdistas tentam fazer uma grande concentração no Largo da Batata. Não sei quantos militantes e curiosos conseguirão reunir.

O fato é que a população, na sua esmagadora maioria, repudia a greve e a manipulação política.

O intento ficou claro à larga maioria: é o PT tentando se levantar das cinzas. Não será fácil, a despeito dos esforços da direita burra e dos que insistem em negar, em defesa dos próprios privilégios, que a Previdência está quebrada.

Está.

E tem de ser reparada. E o Brasil o fará. Queiram os esquerdistas e picaretas ou não.