Eduardo Cunha é condenado na Lava Jato a mais de 15 anos de prisão

  • Por Jovem Pan
  • 30/03/2017 18h57
Brasília- DF 19-05-2016 deputado, Eduardo Cunha durante depoimento no conselho de ética. Foto Lula Marques/Agência PTEduardo Cunha - Ag. PT

Na manhã desta quinta-feira (30) o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, condenou o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) a 15 anos e 4 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. A sentença diz respeito ao recebimento de US$ 1,5 milhão em propinas na compra do campo petrolífero de Benin, na África, pela Petrobras, em 2011.

Após ser informado sobre a condenação, Eduardo Cunha escreveu uma carta de dentro do Complexo Médico Penal paranaense afirmando que Sérgio Moro “quer se transformar em um justiceiro político”. Para o ex-deputado, o juiz federal tenta usá-lo como “troféu”. A defesa do peemedebista prometeu recorrer e indicou perplexidade pela velocidade do processo.

No 3 em 1, Vera Magalhães afirmou que o juiz Sérgio Moro foi duro e ressaltou que, pela sentença, Cunha continuará preso mesmo se recorrer. Carlos Andreazza disse que a condenação foi justa e impecável, e que espera por outras sentenças. Marcelo Madureira elogiou a medida e indicou que a posição do juiz Sérgio Moro antecipa o formato de uma possível condenação do ex-presidente Lula.

Confira o debate no 3 em 1: