Em primeira reunião com secretariado, Doria anuncia cortes na Prefeitura

  • Por Jovem Pan
  • 05/12/2016 07h02
Brasília- DF 25-10- 2016 Prefeito eleito de São Paulo, João Dória Jr., durante visita a câmara dos deputados. Foto Lula Marques/Agência PTJoão Doria - AGPT

Prefeito eleito de São Paulo anuncia cortes na prefeitura com a previsão de redução nas despesas no valor de R$ 160 milhões.

Segundo João Doria, através de um controle fiscal da máquina pública da capital paulista será possível contingenciar 25% do orçamento da cidade. Entre as medidas de contenção estão: a redução do custo de todos os contratos com prestadores de serviço em 15%.

Mais de mil automóveis utilizados pelos servidores municipais serão devolvidos e/ou vendidos, com exceção dos que prestam serviços, como ambulâncias e carros do serviço funerário. Assim, as secretarias e a própria Prefeitura passarão a utilizar táxi e Uber.

Dória também indicou para o ajuste, a redução dos cargos comissionados. “Cargos comissionados, 30%, todos os secretários já foram orientados a fazer o corte. Isso vai proporcionar uma economia sensível de quase R$ 402 milhões por ano para a Prefeitura de São Paulo”, disse.

O prefeito eleito ainda garantiu a permanência da tarifa de ônibus em R$ 3,80 para o ano que vem.

Durante a primeira reunião de trabalho com toda a equipe de governo, João Doria afirmou que onde houver menos gordura, vai exigir um sacrifício maior no que tange o corte de gastos.

*Informações do repórter Felipe Palma