Empresários ressaltam a importância do agronegócio para o varejo

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2015 12h33
Redes de atacarejo

O secretário de Comércio e Serviços do Ministério do Desenvolvimento, Marcelo Maia, compareceu esta semana ao BR Week 2015.

O evento, que trata do varejo brasileiro, consegue relacionar diretamente o setor ao agronegócio.

(Ouça detalhes dos entrevistados no áudio acima)

Para o secretário Marcelo Maia, o ramo supermercadista é atualmente o mais importante para o comércio e também o mais dependente do agronegócio.

Já o sócio-diretor do Grupo Trigo, Michel Jager, traça um paralelo entre o mercado de massas e a importação e exportação do insumo.

Outro representante do setor alimentício que esteve na BR Week foi o presidente do Grupo Giraffas, Alexandre Guerra.

Ele destacou que para a rede de restaurantes, as comoditties essenciais são o arroz e o feijão, prato básico do brasileiro.

O presidente do Giraffas ainda ressaltou que as burocracias alfandegárias são, de fato, o que complicam o transporte de insumos.

Desta forma, viajar do sudeste ao nordeste é sinônimo de parar em 10 ou 15 barreiras, o que desacelera ainda mais o fluxo de economia do país.