Equilibrar gastos e investir no Tesouro Direto são boas opções para 2016

  • Por Jovem Pan
  • 28/12/2015 09h08
Pen and bank statementconta dinheiro ponta do lápis

 Famílias devem examinar a relação entre gastos e ganhos para enfrentar as dificuldades previstas para o ano que vem. Especialistas preveem mais desemprego e preços em alta em 2016.

O gestor de finanças pessoais, Reinaldo Domingos, chama a atenção para os compromissos do início do ano, como IPVA e IPTU. Em entrevista a Denise Campos de Toledo, ele aponta a causa básica do vermelho nas famílias: “Geralmente, se eu estou com problema de equilíbrio financeiro, é muito provável que eu esteja gastando mais do que eu estou ganhando. Essa é a verdadeira causa, fazer com que a gente comece a retomar as rédeas da vida financeira”.

Para quem fecha o ano com alguma sobra de dinheiro, a planejadora financeira Márcia Dessen recomenda papéis do Tesouro Direto. Ela afirma que nenhum país com o quadro de risco do Brasil, oferece tanta vantagem em renda fixa: “Hoje o papel mais curto é 2019, três anos e meio mais ou menos de aplicação, que paga a inflação medida pelo IPCA mais 7,30 % de juros. Não existe país no mundo com o nosso nível de risco, que é um bom risco, que remunere tão bem”.

Os especialistas advertem que para grande parte das famílias brasileiras há um bom investimento em vista. Eles se referem ao uso de qualquer sobra de dinheiro para o pagamento de dívidas.