Equipe de transição deve ser nomeada nesta semana, diz Doria

  • Por Jovem Pan
  • 03/10/2016 08h30
SP - ELEIÇÕES 2016/SP/DORIA - POLÍTICA - O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, João Doria, comemora a vitória no primeiro turno das eleições, no Diretório Estadual partido na Avenida Indianópolis, na zona sul da cidade, neste domingo. Com 100% das urnas apuradas, Doria obteve 53,29% dos votos. 02/10/2016 - Foto: NEVES/A7 PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOJoão Doria comemora vitória em 1º turno em SP - AE

Eleito prefeito de São Paulo, o tucano João Doria afirmou que a equipe de transição já deve ser nomeada nesta semana. “Vamos fazer isso em equipe”, garantiu.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan, Doria ressaltou que uma “boa gestão se faz com uma boa equipe” e que será um bom prefeito na medida em que compor um bom time. “A partir de agora, a equipe de transição começa a analisar currículos. Vamos valorizar o funcionalismo públicos, mas vamos colocar lideranças que possam avançar em outro ritmo”.

Empresário, João Doria Jr não teve nenhuma atuação na política até agora e deve encontrar na Câmara Municipal o “Centrão”, que vota seguindo seus próprios posicionamentos. Questionado como iria agir na relação com os vereadores, o tucano foi direto: “vamos agir republicanamente”.

Promessas de campanha

Setor de maior reclamação entre os paulistanos, a área da Saúde sofre problemas graves e é tida pelo prefeito eleito como prioridade. “Temos que ter uma ação emergencial para, se possível, zerar a espera para exames. Meio milhão de pessoas esperam exames. Não é possível conviver com isso”, disse.

A falta de médicos no setor público também é assunto grave para a cidade. Para isso, Doria garantiu a fiscalização dos serviços médicos, bem como o aproveitamento de concurso já feito para incorporar 800 médicos ainda nos meses de janeiro e fevereiro para o quadro da Saúde.

Outra área importante para a Prefeitura é ligada à educação, especificamente ao funcionamento de creches. “Esse é problema grave. 103 mil crianças fora das creches. Precisamos de um programa emergencial para essa área para que possamos eliminar esse déficit em um ano. Essa é a nossa meta”, prometeu.

Quanto a estratégia para viabilizar a ampliação de investimentos, Doria elencou dois pontos importantes: “fazer uma gestão eficiente e, asism saber cuidar de cada recurso, e eliminar a “gordura excessiva” da Prefeitura.

João Doria manteve o que disse quanto aos processos de privatizações. “Substituir o Estado pelo setor privado, mas não significa desemprego. Vamos vender o parque Anhembi, Interlagos vai ser privatizado, e outras concessões de programas de PPPs. Boa gestão é fazer o que precisa ser feito”, explicou.

Carreira empresarial

Doria ressaltou que a transição já foi feita em maio e que executivos já assumiram os principais cargos de suas empresas. “Estou fora delas desde maio e vou continuar, obviamente”, assegurou.

Confira a entrevista completa: