Especial: Após três anos de mandato, Haddad não cumpriu muito do que prometeu

  • Por Jovem Pan
  • 05/10/2015 12h48
SÃO PAULO, SP, 02.02.2015: PREFEITURA-SP - O prefeito Fernando Haddad - Solenidade de posse de Eduardo Suplicy na Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania e Alexandre Padilha na Secretaria Municipal de Relações Governamentais. A cerimonia acontece no hall principal do edifício Matarazzo, no viaduto do Chá, no centro de São Paulo, nesta segunda-feira. (Foto: Vanessa Carvalho/Brazil Photo Press/Folhapress)Prefeito de São Paulo Fernando Haddad

Faltando um ano para as eleições da prefeitura de São Paulo, o Jornal da Manhã preparou uma série de reportagens especiais para analisar o balanço da última gestão, o que os paulistanos viram sair do papel e o que desejam do candidato que irá assumir a vaga. Na cidade com um dos maiores orçamentos do Brasil, o prefeito eleito terá muitos desafios pela frente.

O atual prefeito, Fernando Haddad, que está à frente do cargo há 3 anos teve um plano de metas bastante ambicioso, sendo que muitos projetos não saíram do papel. Nas pendências estão três hospitais, mais de 30 unidades dos postos Hora Certa e ao menos 100 postos de saúde. Existe também um déficit de 150 mil vagas em creches e falta ainda a conclusão de 19 dos 20 CEUs prometidos até 2016.

Muitos assuntos importantes que estão no plano de metas acabam ofuscados no dia a dia por discussões de assuntos mais pontuais como a redução da velocidade em diversas avenidas e a expansão das ciclovias.

Hospitais sem atendimento e sem materiais, creches sem vagas e transporte sem qualidade ainda fazem parte da rotina do paulistano.

Confira a matéria de Carolina Ercolin com comentários de Rachel Sheherazade e Marco Antônio Villa.

No próximo capítulo, você conhecerá o panorama da eleição que promete ser uma das mais agitadas da capital paulista.