Após expulsão de Dedé, Vampeta critica supervalorização brasileira à Libertadores: ‘bom para aprender’

  • Por Jovem Pan
  • 20/09/2018 14h26 - Atualizado em 20/09/2018 14h30
Reprodução O pentacampeão mundial Vampeta faz parte da equipe de comentaristas esportivos da Rádio Jovem Pan

A injusta expulsão de Dedé no jogo entre Boca Juniors e Cruzeiro, na última quarta-feira, na Bombonera, levantou uma importante questão: não teria chegado a hora de os clubes brasileiros baterem o pé e boicotarem a Copa Libertadores da América?

Durante o Esporte em Discussão desta quinta-feira, na Rádio Jovem Pan, o comentarista Vampeta foi enfático. Não concordou com um boicote à competição, é verdade, mas criticou aquilo que definiu como “supervalorização” dos clubes brasileiros ao torneio continental.

Para o ex-jogador, a absurda expulsão de Dedé após consulta ao VAR deveria servir para as equipes nacionais “aprenderem” a não preterir o Campeonato Brasileiro em relação à Libertadores.

“Os clubes brasileiros ficam com aquele papo: ‘ah… queremos ganhar a Libertadores para disputar o tão sonhado Mundial de Clubes da Fifa’. Mas, às vezes, você não passa nem da semifinal do Mundial para enfrentar o europeu… Aí faz descaso do campeonato nacional e depois fica sofrendo”, disparou.

“O Cruzeiro foi prejudicado contra o Boca. Isso é fato. E é bom que os clubes brasileiros aprendam e comecem a dar mais valor ao campeonato nacional. Eu não sei se os clubes são maiores por terem uma Libertadores a mais ou não. Eu não sei se uma rivalidade entre Palmeiras e Corinthians, Flamengo e Fluminense, Grêmio e Inter, é maior por causa de títulos de Libertadores. No domingo, o Cruzeiro colocou time reserva para jogar contra o seu principal rival na história, o Atlético-MG, por causa da Libertadores… É bom que aprenda!”, finalizou.

O Cruzeiro perdeu o jogo por 2 a 0. Na volta, dia 4 de outubro, no Mineirão, precisará vencer por três gols de diferença para avançar à semifinal do tempo normal.

Confira o comentário completo de Vampeta no vídeo abaixo!