Chuteira sem patrocínio? Vampeta critica protesto de Marta: ‘Está rasgando dinheiro’

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2019 15h57
Montagem sobre fotos/Reprodução/DivulgaçãoVampeta criticou a atitude de Marta de jogar a Copa do Mundo com chuteira sem patrocinador

Basta prestar um pouco de atenção nos jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de Futebol Feminino para perceber: ao contrário do que se tornou habitual no futebol moderno, Marta tem usado chuteiras totalmente pretas, sem exibir sequer patrocinador. Não se trata, porém, de um ato motivado por “amor ao futebol raiz”. A questão é muito mais complexa do que pode parecer.

Marta optou por usar chuteiras pretas, sem nenhuma marca, como forma de protesto. Isto porque ela não considera ter recebido propostas de fornecedores de materiais esportivos que fossem à altura do que representa para o futebol mundial.

Em abril, por exemplo, o blog Dibradoras, do UOL, publicou que a jogadora eleita seis vezes a melhor do mundo ganha, em um ano, o equivalente ao que o atacante Miguel Borja, reserva do Palmeiras, recebe em três meses de trabalho.

Por esse motivo, ela tem usado chuteiras pretas – e com um símbolo da igualdade de gênero no lugar do patrocinador.

O ato repercutiu mundo afora. No entanto, gerou ressalvas por parte de Vampeta. Em participação no Esporte em Discussão desta sexta-feira, o comentarista da Rádio Jovem Pan abriu o jogo e disse não concordar com a atitude de Marta. De acordo com o pentacampeão mundial, o protesto dificilmente refletirá em mudanças e, de quebra, ainda tira da atleta a possibilidade de ganhar alguma quantia durante o torneio com maior visibilidade no planeta.

“Algumas jogadoras do futebol feminino ali da Noruega, da Inglaterra, tudo bem. Agora, a nível de Brasil… A Marta já foi eleita seis vezes a melhor jogadora do mundo, é a maior artilheira das Copas e quer ganhar igual ao que é pago de patrocínio ao Neymar. Não vai! Daqui a duas semanas, quando acabar esse Mundial, ninguém vai mais lembrar! E, aí, ela vai deixar de ganhar o dinheiro, porque está jogando sem patrocínio”, criticou Vampeta.

“Essa revolta é muito boa quando você vive num país como a Noruega, que não tem problema financeiro, é estável… A Marta é de Alagoas, deve ter o seu patrimônio e está reclamando dinheiro, rasgando (dinheiro). Daqui a duas semanas, as pessoas vão falar: ‘então deixa aí jogar (sem patrocínio)'”, acrescentou.

E aí? Você concorda com Vampeta?

Confira o comentário completo no vídeo abaixo!