Palmeiras avança e deverá ter gramado artificial ‘milionário’ no Allianz Parque a partir de 2020

  • Por Jovem Pan
  • 16/10/2019 14h33
Divulgação/Allianz ParqueO Palmeiras deverá ter gramado artificial em seu estádio a partir de 2020

É enorme a possibilidade de o Palmeiras passar a ter gramado artificial em seu estádio. De acordo com informações do comentarista Mauro Beting, do Grupo Jovem Pan, há pelo menos “80% de chance” de o clube iniciar o processo de troca da grama natural por sintética no Allianz Parque já em dezembro, com previsão de entrega em março de 2020. O custo total seria de 2 milhões de dólares (cerca de R$ 8 milhões).

Na última terça-feira, inclusive, uma comitiva do Palmeiras, com a presença do diretor de futebol, Alexandre Mattos, visitou três campos de grama artificial na Holanda. Os gramados analisados foram o do centro de treinamento da seleção holandesa, o do clube Heracles e da GreenFields, empresa que produz a grama. A viagem foi um convite da empresa Soccer Grass, que arcaria com parte dos custos da instalação do gramado sintético no estádio do Palmeiras WTorre e o próprio clube também entrariam na divisão.

“Será um gramado diferente do da Arena da Baixada”, explicou Mauro Beting, durante participação no Esporte em Discussão desta quarta-feira. “Na Arena da Baixada, há uma fibra de coco, que substitui as antigas borrachinhas e faz com que o gramado fique mais fofo, mas que também deixa os jogadores absolutamente sujos. Ao que se sabe, o Allianz Parque teria fibras de borracha, que dariam uma consistência mais fofa ao gramado, sujariam menos e teriam uma manutenção melhor e menos cara”, acrescentou.

Este é o gramado artificial do Heracles, clube que recebeu visita da comitiva do Palmeiras

“Esses 2 milhões de dólares são baratos? Não. Mas, se você contar os custos de todos os plantios e replantios e considerar que, em alguns setores, o gramado nunca vai ser perfeito por causa dos shows e de uma questão de luminosidade, já se pensa nisso… Deve começar em dezembro com o estádio sendo entregue em março de 2020. Terá gramado artificial não só no Allianz Parque, mas também na Academia de Futebol, para que o time treine na mesma superfície dos jogos”, revelou.

Para o Centro de Treinamentos, a ideia da diretoria alviverde é a de utilizar grama sintética em um dos três campos. Já para o Allianz Parque, o processo de decisão se dará junto à WTorre, que já se mostrou favorável à utilização. Os principais argumentos são os constantes shows que são realizados na arena. Por causa deles, o Palmeiras é muitas vezes afetado pelas más condições do gramado.