Vampeta revela estar ‘rezando’ por inocência de Ronaldinho: ‘A batata está assando’

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2020 15h21 - Atualizado em 09/03/2020 18h24
Montagem sobre fotos/ReproduçãoVampeta comentou sobre o 'Caso Ronaldinho' no Esporte em Discussão desta segunda-feira

A prisão de Ronaldinho por uso de passaporte falso no Paraguai mexeu com Vampeta. Em participação no Esporte em Discussão desta segunda-feira, o ex-jogador e atual comentarista do Grupo Jovem Pan abriu o coração e disse estar “rezando” para que o ex-companheiro de Seleção Brasileira seja inocente.

“Eu joguei com o cara… Fomos campeões da Copa América de 1999 e da Copa do Mundo juntos, joguei contra ele no Grêmio e estou torcendo para que a mulher que está foragida se apresente e fale: ‘eles não têm nada a ver! Eu quis dar (os passaportes) de presente, e eles não têm nada a ver com essa falcatrua!’ Tomara que só não sobre para o meu parceiro, mas eu sei que a batata está assando”, afirmou.

A “mulher que está foragida” é Dalia López. A empresária paraguaia tem 48 anos e é presidente da Fundação Fraternidade Angelical, ONG que contaria com a presença de Ronaldinho no lançamento de um de seus projetos. Foi Dalia quem levou o ex-jogador ao Paraguai. Ela é acusada do crime de sonegação de impostos, teve prisão preventiva decretada e prometeu se entregar ao Ministério Público do Paraguai para revelar importantes detalhes sobre o caso.

“Se ela chegar e disser que convidou e quis dar dois passaportes de presente para o Ronaldinho e para o Assis, que eles não têm nada ver… É para isso que eu estou rezando”, revelou Vampeta. “Agora, se não for isso, a batata assa, e ele não sai de lá!”, finalizou.

Assista, abaixo, ao comentário completo de Vampeta: