Estádio do Corinthians foi alinhado em jantar na minha casa, diz Odebrecht

  • Por Jovem Pan
  • 13/04/2017 06h09
Arena Corinthians

Ex-presidente da empreiteira responsável pela construção do estádio do Corinthians, explicou que o modelo de financiamento da obra foi decidido em reunião informal em sua casa.

Segundo Marcelo Odebrecht o assunto nasceu após um pedido do ex-presidente Lula para o pai dele, para ajudar o time o Corinthians a construir um estádio privado.

O encontro, que selou o acordo, contou com a presença de representantes dos governos federal, estadual e municipal e do Corinthians, além do ex-jogador Ronaldo. “O Kassab, o Alckmin e o Governo federal, nessa época ainda o Lula, disseram vamos ver como a gente viabiliza a questão do estádio do Corinthians. O alinhamento foi em jantar em casa. Nesse jantar acertou-se o que levaria ao modelo final e os compromissos que cada um assumiria”, disse.

Marcelo Odebrecht também afirmou ter feito um aditivo no final da obra, no valor de cerca de R$ 350 milhões, para conseguir completá-la e pagar obrigações que eram da prefeitura.

Projetada para custar R$ 350 milhões, a obra do estádio passou para R$ 820 milhões com a Copa do Mundo e acabou custando mais de R$ 1,1 bilhão.

*Informações do repórter Felipe Palma