Ex-chefe da Odebrecht “pediu a cabeça” de gerente que questionou propinas

  • Por Jovem Pan
  • 18/04/2017 06h57
Ex-empreiteiro da Odebrecht Hilberto Mascarenhas

Ex-chefe do Departamento de Propinas da Odebrecht afirma que mandou embora um funcionário por ele ser honesto.

Hilberto Mascarenhas detalhou o episódio durante depoimento aos procuradores do Ministério Público Federal em um trecho da delação premiada.

Ele explicou que um gerente de uma obra da construtora em Angola tentou argumentar sobre o pagamento de propina e por isso, foi demitido.

O responsável pelo Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht chegou a chamar o ex-funcionário de “palhaço”.

Para Hilberto, o gerente não tinha o perfil necessário para atuar no cargo em que ocupava.

“Eu demiti um rapaz que procurou uma palhaçada. Eu entrei no elevador com Fernando e Luiz, e esse palhaço, na frente de outras pessoas, chegou para Fernando e perguntou ‘você não tem vergonha de dar dinheiro para esse povo?’. Fernando disse que nunca deu dinheiro e só pagava o que outros mandavam. Mas eu achei que o comportamento dessa pessoa, que era um gerente de obra em Angola, não cabia. Ainda mais no elevador com oito, 10 pessoas. Aí liguei para o chefe dele e pedi a cabeça do rapaz. Pedi mesmo. Porque esse tipo de comportamento não pode ter. Até porque como diretor de uma obra ele poderia pedir [dinheiro]”, contou o delator.

Hilberto Mascarenhas disse que não se lembrava do nome do gerente que foi demitido.

*Informações do repórter Anderson Costa