Ex-presidente da Gaviões é preso por participação em briga de torcidas em 2016

  • Por Jovem Pan
  • 13/01/2017 08h28
Gaviões da Fiel - REP

Polícia Militar prende ex-presidente da torcida organizada do Corinthians, Gaviões da Fiel, conhecido como Tonhão, por participação em briga de torcidas ano passado.

Wellinton Rocha Junior, presidente da Gaviões entre 2005 e 2007, já era procurado pela polícia, tinha inclusive mandado de prisão expedido pela justiça, deveria cumprir 12 anos de detenção.

Tonhão estava envolvido na emboscada ao lado da estação Clínicas do Metrô, local próximo ao Pacaembu, onde jogavam Palmeiras x Corinthians. Ele conduzia uma caminhonete, com dezenas de integrantes da organizada, que momentos antes da abordagem haviam agredido torcedor palmeirense.

Tenente Allan Bruno, responsável pela prisão, relatou que o membro da Gaviões não reagiu a abordagem.

Tonhão era um dos 27 alvos da operação batizada de “Cartão Vermelho” pela briga entre torcidas em 03 abril de 2016.

Recordando, neste mesmo dia houve diversos episódios de violência entre torcedores, num deles uma pessoa que passava pela estação São Miguel Paulista da CPTM, morreu, atingida por um tiro.

*Informações do repórter Felipe Palma