Ex-secretário de Dilma afirma que “Brasil está sem governo”

  • Por Jovem Pan
  • 09/05/2016 11h05
Brasilia - o secretário de Política Econômica, Márcio Holland de Brito, fala desoneração da folha de pagamento das empresas(Elza Fiúza/Agência Brasil)Márcio Holland

 Em entrevista à Jovem Pan, o ex-secretário do ministério da Fazenda Márcio Holland, recomenda que o provável novo governo deve ter como meta recuperar a confiança: “Uma nova ordem e organização econômica e política é fundamental para a recuperação da confiança para o País e para a economia. Estamos sem governo e apoio político parar aprovar qualquer medida. O Brasil está sem governo e sem governabilidade”.

Holland, que participou do governo no primeiro mandato de Dilma, acredita que a atual crise ocorreu devido a uma combinação de fatores e diz que não há consenso entre os especialistas: “Eu diria que é uma combinação de fatores, não só um que explica uma situação como essa, que poderíamos documentar na história como de desordem econômica, fiscal e política. Vai ser um período marcado na história por isso. (…) O Brasil sofre essa desordem já há três anos, com efeitos sobre trabalhadores, salários e empregos de forma severa. Nós economistas dificilmente vamos entrar em um acordo sobre o que causou. O governo teve seus erros, mas não necessariamente os erros explicam essa desordem”.

O economista aponta a insatisfação da população, como demonstrada em 2013, o processo eleitoral ruim e a falta de planos de governo como pontos culminantes para o cenário atual. Holland afirma que se o novo governo se organizar, tiver um discurso claro e uma equipe econômica coesa, vai ter bons resultados.